Descolorindo e pintando cabelos crespos

image

Meu cabelo sempre esteve ligado ao processo de fortalecimento da minha auto-estima. Eu, assim como todos nós, fomos ensinados de que cabelo de homem é ou curto, ou longo e preso. Não existe expressão de identidade, tem que ser prático, limpo e penteado. Cabelo crespo? Sem vez. Só raspado na máquina, ou no máximo, alisado como de alguns jogadores de futebol. Uma vez ciente desse padrão, comecei a enfrentá-lo e estabelecer uma personalidade. Vou contar aqui um pouco desse processo.

Ano passado voltei a deixar meu cabelo crescer e comecei a brincar com o volume, ignorando o medo do frizz e bagunça e abraçando de vez os cachos 3C. Nessa época usei muito os produtos da Lissé, dos quais ainda recomendo por eu sentir que de fato eles cumprem o que é prometido na embalagem. Destaco aqui a máscara de nutrição, de bom custo-benefício.

image

Janeiro descolori pela primeira vez. Pra chegar no tom abaixo, descolori 3 vezes, coisa que não recomendo de forma alguma. Acredito que duas vezes no tempo certo seja o suficiente para chegar no mesmo tom. Para este processo utilizei os produtos da Yamá.

image

Pintei então de verde. Usei Keraton Hard Colors na cor Poison Green, e também não recomendo. Desbotou super rápido e não rendeu. O lado positivo foi que a cor é muito bonita e não mancha, como das próximas tintas que usei.

image

Em abril retoquei meu cabelo com Turkiss Blue, também da Hard Colors, e foi de longe minha cor favorita. O Verde e o azul se misturaram numa cor pigmentada e brilhante. Mas infelizmente pra essa cor eu não tenho fotos :’(

No mês de maio completei minha transição para o azul, usando o Ecstasy Blue, mais uma vez da Keraton Hard Colors. Essa cor é linda, mesmo desbotada. Planejo ficar com ela por mais um mês, e ir partindo para o cinza de fundo azul aos poucos.

No dia-a-dia, utilizo dois produtos: um creme leave in da L’oreal para quando quero um “volume saudável“, e uma pomada para quando quero cachos definidos e um topete interessante. Pelo menos uma vez na semana uso um óleo de nutrição – também da L’oreal – que apesar de ser ótimo, faz o cabelo desbotar pra caramba. E aos finais de semana limpo o couro cabeludo com o extrato de alho da Gota Dourada, que faz milagre apesar do cheiro forte.